Crocodilianos do Rio Grande do Sul

O fluxo de energia entre os ecossistemas terrestres e aquáticos proporcionam um aumento na complexidade das tramas tróficas em ecossistemas. Fontes alóctones de nutrientes complementam os requerimentos energéticos de diversos organismos podendo subsidiar sua existência em sistemas pouco produtivos. Esse intercâmbio vem sendo estudo recentemente na interface entre sistemas aquáticos e terrestres. O complexo mosaico de lagoas costeiras e banhados subtropicais do sul do Brasil são bons modelos para esse tipo de estudo. Neles um dos mais importantes predadores é o jacaré-de-papo-amarelo, Caiman latirostris predador aquático e potencial predador de organismos terrestres. Esse estudo pretende avaliar o uso dos microambientes de forrageio bem como as relações tróficas que a espécie estabelece entre os sistemas aquáticos e terrestres dos banhados subtropicais do Sul do Brasil. Além do registro dos diferentes microambientes utilizados para forrageio por observação direta, também serão capturados alguns exemplares para a coleta de tecido muscular. Este servirá como fonte para a avaliação da razão isotópica de Nitrogênio e Carbono e determinação do nível trófico da espécie bem como mapear a origem dos elementos químicos que compõem seu tecidos. Essa avaliação será feita pela técnica da analise de isótopos estáveis e permitirá avaliar a importância de fontes de nutrientes terrestres e aquáticos na dieta da espécie bem como sua variação entre os indivíduos e o período do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *